7 Motivos para ter um Sistema de Gestão de Ferramentas

gerenciamento-ferramentas

A gestão de ferramentas e insumos utilizados para a produção de peças mostra-se a cada dia mais importante para as empresas, objetivando basicamente o aumento de produtividade com redução de custos e de forma eficiente.

Um sistema de gerenciamento de ferramentas bem implantado melhora os 7 seguintes aspectos na fábrica:

1) Redução de gastos com ferramentas e componentes usados na manufatura;

2) Auxílio para futuras tomadas de decisões;

3) Fim da duplicidade de itens existentes na fábrica. É comum encontrar o mesmo item em diversos lugares desnecessariamente;

4) Agilidade para o atendimento da fábrica. O setor que prepara as ferramentas economiza tempo quando possui todos os dados que precisa de forma organizada;

5) Controle efetivo de inventário, entre ferramentas novas, recondicionadas, quebradas, em fase de encomenda, em suma em qualquer circunstância dentro da fábrica.

6) Melhora na forma de utilização da ferramenta. Isso quer dizer que pode-se trabalhar com parâmetros de corte mais otimizados.

7) Melhora de conhecimento sobre o inventário disponível na fábrica.

Em geral, são utilizados sistemas informatizados específicos para que haja este tipo de controle. Mas, além do sistema, é importante que haja uma clara definição das políticas internas da empresa sobre todos os procedimentos a realizar. Antes de implantar um sistema desta categoria, tais procedimentos devem estar bastante claros e definidos, para que o sistema funcione corretamente.

 Um sistema para gerenciamento de ferramentas não serve apenas para grandes corporações, pode também ser usado em empresas de pequeno porte e em fábricas de garagem. porém, deve-se verificar o que realmente a empresa precisa.

Há situações em que só há a necessidade de fazer o controle básico de estoque com armazenamento e gerenciamento de dados técnicos, como por exemplo, os dados de corte e códigos de fornecedores. Mas também é possível interligar o sistema de gerenciamento de ferramentas com o sistema de ERP (sistema integrado de gestão empresarial), CAD/CAM/CAE (sistemas para a criação de desenhos, processos de produção, etc.), TMS (sistema de transporte), DNC (transmissão de dados para a máquina), planilhas de Excel (para geração de relatórios), etc., conforme a necessidade.

Você pode gostar...

Deixe um comentário