Elementos para Aumentar o Nível de Resiliência das Pessoas

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Introdução

Primeiramente, o que significa resiliência?

Segundo o dicionário Aurélio, na física, é a característica mecânica que define a resistência aos choques de materiais.

Resiliência é a capacidade de voltar ao seu estado natural, principalmente depois de passar por alguma situação crítica e fora do comum.

Ela apresenta basicamente se uma pessoa trabalha ou não trabalha bem sob pressão.

Este trabalho objetiva apresentar um pouco sobre a resiliência, sendo essa uma característica que muitas empresas buscam nos empregados.

Texto

Como dito na introdução, resiliência significa voltar ao estado normal. Ela possui diversos significados para a área da psicologia, administração, ecologia e física.

Ou seja, resiliência é a capacidade de voltar ao seu estado natural, principalmente após alguma situação crítica e fora do comum.

Aqui, abordaremos um pouco sobre o significado de resiliência na psicologia e na administração.

O que é a Resiliência na Psicologia

Na área da psicologia, resiliência significa a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, independente da situação (choque, estresse, etc.) sem entrar em surto psicológico.

Em teoria, é a possibilidade do indivíduo de tomar uma decisão quando tem a chance de tomar uma atitude considerada correta, e ao mesmo tempo tem medo do que isso possa ocasionar. A resiliência mostra se uma pessoa sabe ou se não sabe funcionar bem sob pressão.

O que é a Resiliência na Administração

Na administração, ela faz parte dos processos de gestão de mudanças. Para as pessoas que trabalham nas organizações, elas devem ter um grande equilíbrio emocional, especialmente para saber lidar com os problemas relacionados com o trabalho, quando as situações não ocorrem como elas esperavam. Além disso, a resiliência diz respeito à capacidade de tomar medidas que minimizam os problemas que surgem no contexto laboral.

Sobre o Homem Moderno

O homem contemporâneo tem mostrado aumento de estados de ansiedade e de angústia a cada dia. Isto ocorre por diversas razões dele mesmo e de seus grupos sociais. Por exemplo, o sentimento de sua autoestima rebaixada em função dele ter falhado perante si mesmo.

Sabendo que existe a possibilidade de sofrimento, e que todos os trabalhadores estão sujeitos a tal fato, é importante que as causas e os mecanismos de defesa sejam identificados, objetivando transformar o sofrimento considerado patogênico em criador.

O sofrimento é encontrado em todos os lugares, o tempo inteiro e também é inevitável, por isso é muito difícil ser eliminado. Por isso podemos pensar em métodos para transformá-lo em criatividade, para lidar com ele. Daí, podemos produzir mais e viver mais felizes.

Alguns exemplos de sofrimento: sentimentos de inveja, raiva e medo de falhar.

Na era da informação online (com internet e dispositivos de acesso à rede global em abundância), aparece um novo tipo de angústia, que é o sentimento de culpa pela desinformação. Pode ser o sentimento de culpa por não ter assistido ao noticiário, por não conseguir assimilar tudo o que há de novo em sua área de atuação, ou por não estar “por dentro” do que há de novo sobre economia, entre outros.

Os relacionamentos podem melhorar ou piorar a autoestima, assim como podem melhorar ou piorar o desempenho. Na medida em que recebemos maior autonomia no trabalho, ela deve ser acompanhada de apoio dos superiores e dos pares, para que o trabalho seja bem desempenhado. Muitos dos problemas são a falta de apoio e a falta de confiança com superiores e pares.

Para o homem, trabalharexpressar a vida em uma atividade criativa, produzircontribuir com algo que é útil representam formas dele se situar na sociedade. É a forma em que ele se identifica no meio em que vive e constrói sua personalidade.

As pessoas querem ser respeitadas, e valorizam o reconhecimento de suas realizações, de sua lealdade ao seu trabalho. Quando as pessoas sentem que suas atividades não são reconhecidas e a lealdade e os esforços não são valorizados, o trabalho pode se tornar em uma fonte geradora de sofrimento e de muito mal estar.

Sobre o Sentido da Vida na Sociedade

Para muitas pessoas, o sentido da vida está na capacidade de ter objetivos e metas para alcançar. Pode ser a garantia de sustento e criação da família, a realização profissional, etc. O sentido da vida está ligado na vontade de viver.

Ter um propósito na vida, identificar metas e objetivos, sejam de curto e de longo prazo, monitorar e administrar as próprias atitudes, retornar aos planos originais quando estiver se desviando do caminho, é um dos processos essenciais para o desenvolvimento da autoestima.

As raízes da autoestima não residem nas realizações, e sim nos sentimentos que favorecem as conquistas.

Como se tornar uma Pessoa mais Resiliente

  • Ter objetivos e metas na vida: caso a pessoa tenha um objetivo, um motivo para lutar, a vida se enche de sentido. Mesmo os momentos mais difíceis podem ser encarados com maior paciência ou positivamente.
  • Ser reconhecido no trabalho: se a pessoa se sente reconhecida no seu trabalho, o seu sofrimento (decepções, desânimos, etc.) pode se encher de significados e sentidos. O reconhecimento da obra (ou do trabalho) pode depois ser reconduzido ao plano da construção da identidade da pessoa, e ela pode sentir alívio, prazer ou até uma elevação.
  • Ter esperança: a esperança é um elemento decisivo em qualquer tentativa de ocasionar uma mudança na direção de maior vivência, consciência e razão. Significa estar sempre pronto para o que ainda não nasceu. A esperança acompanha a fé.
  • Manter relacionamentos interpessoais positivos: manter bons relacionamentos com pares e colegas, envolvimento de forma ativa e a busca de relacionamentos independentes.

Conclusão

Quando os desafios que recebemos são do nível de nossa capacidade, eles podem ser superados e previstos, mas quando os desafios estão acima de nossa capacidade, o equilíbrio é comprometido e não conseguimos predizer o que acontecerá no futuro. E quando o resultado é diferente, as nossas expectativas crescem e começamos a sofrer a incerteza do nosso futuro. A partir daí, aparecem os mais diversos sentimentos, como por exemplo, confusão, medo, ansiedade, raiva, etc.

A busca pelos elementos citados sobre como se tornar uma pessoa mais resiliente (ter objetivos e metas, ser reconhecido no trabalho, ter esperança e manter relacionamentos interpessoais positivos), ajuda a pessoa a aumentar a sua capacidade de lidar com as adversidades presentes na vida, ou seja, aumentar o nível de resiliência.

E você, é uma pessoa resiliente?

Você pode gostar...

Deixe um comentário